Fotos de Outras Artesãs – Usar ou NÃO usar- Eis a questão!

https://www.youtube.com/bonekdecroche

Meus amores tudo bem com vocês?

Fazia tempo que eu estava querendo conversar com vocês a respeito desse assunto, mas eu sempre fiquei com medo de como este seria recebido pela maioria.

O tempo passou e nesses dia eu vi uma discussão em um grupo justamente sobre esse assunto, então venho aqui compartilhar com vocês um pouco da minha experiência.

Isso não quer dizer que eu esteja 100% certa, você lógico também poderá concordar ou discordar, estamos aqui para melhorar e aprender juntas!

O debate em questão era sobre usar ou não fotos de outras artesãs em suas redes sociais ( sem dá créditos).

Eu gosto muito de ler os comentários, de qualquer postagem e sobre diversos temas. Nesse post em questão tiveram pessoas que foram contra a utilização dessas imagens sem creditar a artesã, bem como teve gente que usou várias justificativas  dentre algumas, a de dizer que: “Ahhh mas se está internet eu baixo e uso mesmo”.

Meninas só quero deixar claro: Esse post não tem a intensão de julgar ninguém, se você tiver paciência e ler até o final verá que a intensão aqui é somente somar ainda mais com o trabalho de cada uma.

Eu nem vou me prender á questões judiciais, como crime por usar fotos de outras pessoas.

Vamos focar aqui em aprender e consequentemente ter mais clientes e realizar vendas saudáveis.

Vendas saudáveis são aquelas vendas que você faz, e que te trazem um retorno no futuro. Te ajudam a fidelizar teu cliente e ainda a te trazer as vendas que eu considero mais valiosas, que são as indicações.

Gente um cliente feliz te traz muitas, mas muitas vendas mesmo, pois ela/ele sentirá prazer em indicar o seu trabalho para outras pessoas. Já um cliente insatisfeito em pouco tempo consegue destruir o que você levou anos para construir, basta um post em uma rede social.

Você pode de cara me perguntar: : “AHHHHH Alcione, mas eu sou nova, não tenho portfólio com fotos do meu trabalho, o que eu faço?”

Não estou dizendo que você nāo possa usar fotos de outras pessoas como referência, você pode sim, basta referenciar e ter cuidado para seu cliente não achar que a peça é sua, para no futuro evitar que você tenha problemas.

No começo parece que algumas de nós tem um medo, um receio de perder as clientes, então de cara quando uma aparece com uma foto e nos pede que façamos uma “igual”, a gente já vai dizendo que sim, né?

Calma eu também já passei por isso e ainda hoje eu passo. Mas é bom sempre ter a honestidade com nossas clientes, esse é o primeiro passo para um relacionamento saudável e duradouro.

Ás vezes dizer não também faz parte. Uma pessoa certa vez me mandou um email dizendo que conheceu meu trabalho por indicação de um amigo e queria que eu fizesse 180 bonecos, 35 cm cada boneco, e num prazo de 15 dias.

Gente isso era algo impossível. Falei para a pessoa que infelizmente eu não iria poder aceitar o pedido dele. Eu estava com a minha agenda lotada, e me preparando para mudar aqui pra Alemanha. Era impossível conseguir o que ele me pedia.

Falei que não poderia fazer as peças dele, e vida que segue. Jamais iria me comprometer com algo que não iria dá conta.

Outra vez, aconteceu de uma cliente fazer uma encomenda de uma peça que eu já tinha feito anteriormente, peça de minha autoria inclusive. Só que ela pediu algumas alterações.

Depois de finalizada ela me disse que havia ficado um pouco diferente do que havia imaginado. Expliquei pra ela das mudanças que ela pediu, falei que o material que usei também foi diferente e que tudo isso havia contribuído para essas mudanças. Ela compreendeu e continuou comprando comigo.

É super comum quando queremos comprar algo, qualquer coisa, ficamos com aquela imagem da internet na nossa cabeça. E quando o produto chega ás vezes ele vem um pouco diferente daquilo que havíamos imaginado. No artesanato também é assim.

Vou lhes dá um exemplo de como usar a foto de outra artesã, mas sem tirar o seu mérito.

Quando morava aí no Brasil era super comum a cliente me mandar uma foto de dizer : “Alcione quero uma igual, você faz?”

Era o meu primeiro contato com essa cliente, nunca tinha trabalhado com ela. Eu olhava a foto e disse assim, olha é linda a sua ideia, mas 100% igual não tenho como fazer, daí listava alguns motivos.

1- Como é um trabalho manual talvez saia um pouco diferente, até as minhas peças, com o mesmo passo a passo ás vezes ficam diferente uma da outra. Mas não se preocupe. Irei caprichar, pois trabalho com muito amor e muita atenção aos detalhes e acabamentos.

2- O material utilizado diferente, a foto que a cliente havia me mandado era de uma artesã Russa, daí já viu, eu não teria como usar um material similar. Devido á isso, poderia sim haver também uma leve diferença nas cores da sua peça.

3- Tenha também atenção ás fotos, ás vezes os efeitos usados na ediçāo podem causar mudanças nas cores.

Uma certa vez uma cliente comprou um boneco, e quando recebeu a peça, ela achou as cores bem mais vivas do que aparentavam pela internet. Isso porque o computador dela tinha uma configuraçāo que deixava a tela mais clara.

Gente ela simplesmente amou a minha sinceridade disse que já havia falado com outras meninas, e que toda vez que uma delas dizia que faria 100% igual ela parava com a negociação por saber que no artesanato isso é difícil de acontecer. Principalmente pelo fato da peça ser de outra pessoa.

Com isso ela não somente fez o pedido, como ficou encomendando e indicando o meu trabalho pra todo mundo da empresa dela.

A indicaçāo tem um poder fantástico!!!!

Antes mesmo de vender na internet eu comecei a vender por indicação.


Em março de 2016 fiz uma peça para o meu marido, não tinha nem a intenção de alavancar a minha marca, fiz mais porque ele pediu. Era um personagem de um filme que ele gostava e queria colocar na mesa de trabalho.

Fiz como ele me pediu. Dias depois um amigo viu e perguntou quem havia feito, e se eu faria um personagem que ele gostava e que adoraria ter na mesa como decoração.

Gente ainda me arrepia lembrar disso, pois de uma hora pra outra eu passei a fazer peças não somente para as pessoas da empresa, como para os parente e amigos que vinham até mim por indicação.

E isso foi pra mim maravilhoso, sempre que eu ia na empresa tinha praticamente em cada mesa uma peça feita por mim.

Nessa semana mesmo, mandei uma peça para o Brasil, que foi resultado de uma indicação.  Ainda hoje tenho clientes que esperam 3 a 4 meses uma peça chegar aí no Brasil, mas não me deixam por nada, pois já sabem como eu trabalho!

Mas voltando a falar do nosso tema, outro ponto que leva a usarmos fotos de terceiros é o fato de que no começo ainda não temos nossas próprias peças e queremos mostrar algo para nossas clientes, queremos começar a vender.

Existem algumas formas de você fazer isso. Um delas por exemplo é criar um álbum – Que você pode chamar de inspirações, e lá você pode colocar as fotos das artesãs que você admira!

Uma outra alternativa, e foi exatamente o que eu fiz, é você confeccionar algumas peças, podem ser peças pequenas mesmo. Até para evitar de você ter que gastar muito com material.

Faça peças pequenas, fotografe -as e quando a sua cliente entrar em contato você mostra o seu trabalho. [ Se vocês desejarem posso fazer um post só sobre fotos, comenta lá embaixo caso vocês queiram].

Já vi meninas falando que pessoas desonestas mancham a imagem das artesãs, que pessoas assim contribuem com a desvalorização do artesanato.

Anos atrás eu também ficava P*** da vida com pessoas assim. Já hoje eu vejo da seguinte forma. Pessoas não se firmam no mercado, não evoluem. Elas podem até conseguir uma ou duas vendas, mas se firmar, conseguir vencer concorrentes agindo dessa forma não conseguem.

Vejam só essa situação que aconteceu comigo!!

Uma vez vi que um pessoa pegou uma foto minha, colocou a logo dela em cima da minha logomarca e estava sorteando a minha peça. Gente a quantidade de pessoas que estavam achando que iriam receber era imensa. Por sorte as minhas seguidoras viram e a pessoa retirou do ar.

Antes eu ficava muito chateada quando isso acontecia, agora nem tanto. Porque eu já tenho maturidade e vejo que a pessoa que faz isso não é realmente uma artesã e que logo, logo vai deixar o ramo.

Já vi aconteceu também da pessoa usar as minha fotos como dela em um grupo e quando eu fui comentar dizendo que era meu o trabalho, ela me bloqueou!

kakakakakakaka sério gente, a pessoa pega as minhas fotos, usa e ainda diz que eu sou a errada.

Mas a vida é assim, existem pessoas não tão legais, mas também ( graças a Deus) existem pessoas lindas como vocês.

Meninas que querem aprender, querem trabalhar, que estão em busca do que é melhor para si e para todas.

Acreditem, vocês são a referencia aqui fora, no fim o que prevalece é a força de vontade de todas e é pra vocês que compartilho esse texto.

Espero do fundo do meu coração que esse meu relato possa de alguma forma ajudar no trabalho de cada uma.

Comenta aqui o que você achou. Me diz se faltou dizer algo, me conta como você age com suas clientes.

Já usaram também as suas fotos? Como vocês agiram?

Se tiver alguma dúvida também deixa aqui nos comentários.

Acompanhem mais do meu trabalho se inscrevendo em meu canal! 
Conto com a ajuda de vocês!💖💕😍💖💕😍https://www.youtube.com/bonekdecroche
Por favor assistam aos videos e deixem sua curtida!!👍😍
E fotos exclusivas no meu Instagram! 👇🏻📲https://www.instagram.com/bonekdecroche/

Esse é o meu trabalho mais recente lá no YouTube, assistam!!!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

14 comments

  1. Adorei seu post, mas não concordo com uma parte: fazer uma álbum de inspirações com fotos de outros artesãos, mesmo dizendo que não é seu, para mostrar o que pode fazer. Não é legal apresentar um catálogo de fotos que são suas como ferramenta do teu trabalho. Exceto nos casos em que tem autorização do artesão e do fotógrafo (no caso de fotos mais profissionais) para usar as fotos. Se o cliente escolhe uma foto e você diz, não faço igual, mas parecido, está fazendo cópia, que é proibido por lei e um dos grandes problemas que enfrentamos no mundo do artesanato. Só tem situação que pode ser usado um álbum de referências: no caso de amigurumis com receitas free ou pagas, que tenham licença para venda do produto final e com a devida autorização para uso de fotos. Nos outros casos, é anti-ético e ilegal pela legislação brasileira, pois se trata de concorrência desleal, além de ferir direitos de propriedade e autoral.

    1. Raquel muito interessante sua colocação, mas quando me referi á fazer o álbum cabe a quem o fizer estar ciente do que vai postar lá. Super concordo com vc sobre pedir autorização, aqui na Alemanha (onde vivo) isso é muito levado á sério.

      Mas quando escrevi esse post foi também pensando nas pessoas mais simples que vivem aí no Brasil, infelizmente nem todas tem ainda conhecimento de legislação, direitos autorais. Tem muitas que estão começando que nem pensam nisso. Eu como artesã sempre trabalhei com fotos minhas, morro de medo de passar por mentirosa hahahahaha. Fotos só do meu trabalho.
      Quanto á “não faço igual, mas parecido, está fazendo cópia, que é proibido por lei e um dos grandes problemas que enfrentamos no mundo do artesanato””
      Me refiro á execuçāo da peça em si, trabalho manuais saem diferentes. Vc leu a parte que eu cito, que a mesma peça ( minha autoria) saiu diferente?
      Reprodução das peças é um assunto ainda muito delicado pra algumas pessoas.

      Eu sei disso porque passo dias pensando, estudando até ter um padrão pronto. E quando peço pra alguém me citar como autora, a pessoa acha que eu estou errada.
      Sobre os direitos autorais, antes de criar os meus pap, sempre comprei, sou cliente do Etsy desde 2016, e depois que mudei pra cá sempre que preciso estudar compro meus livros.
      Porque eu sou consciente do trabalho que é criar algo, por isso e muito mais valorizo cada artesã que se disponibiliza a compartilhar os seus trabalhos, sendo eles free ou pagos.

      Passei muito tempo observando as pessoas e como elas lidam com isso, e te digo, ainda é algo que precisa ser trabalho e muito. Mas acho que cada uma tenta fazer sua parte, eu tento ajudar como posso!!!
      Com o pouquinho que sei!!
      Obrigada por sua contribuição!
      beijinhoxxx

  2. Gostei do seu post, eu nunca usei imagens de outras pessoas, e sim já usei receitas ,mas faço pouca publicação e mais indicação mesmo que faço vendas, e na maioria das vezes (quase 90%) eu mudo muita coisa das receitas colossais no começo, hoje quase posso dizer que faço as minhas do sigo um tamanho mais ou menos, mas amar o que faz sem quere prejudica o próximo e o que nos impulsionar a nos sairmos bem,

  3. Adorei o artigo, também passei por situações parecidas e acho que devemos sempre dar os créditos, porém fica difícil quando a cliente envia uma foto de peças de outras nacionalidades sem o registro de quem fez. Infelizmente às vezes não é possível achar. Ma o artigo foi muito pertinente e obrigada por compartilhar suas experiências, ajuda muito na hora de tomar decisões. Bjus

    1. Verdade Cristina, existem algumas situações que não permitem algumas ações. Mas no geral, dá sim!
      O mais importante e certa forma contribuir com a trabalho de vocês.

  4. Amei seu texto. E já aconteceu comigo. A pessoa usar uma foto do meu produto e ainda dizer “feito por mim”. Muito chato isso. Gostaria que vc falasse algo sobre um caso que me ocorreu recentemente. Trabalho em feirinha de artesanato. E… Tipo… Seu produto vende super bem , e o da colega do lado não tem uma boa aceitação … Na Semana seguinte ela aparece com peças iguais as suas. Sendo que ela vendia coisas totalmente diferente das suas.

    1. Day é uma situação chata, imagino!
      Mas nesse caso segue com seus planos, e deixa ela de lado. Pessoas assim nem vale a pena perder tempo.
      Foca no seu trabalho, que tudo dará certo pra vc!

      Muito sucesso querida!!

  5. Gostei da sua dica de criar um album inspirações com fotos das artesãs que você admira! Isso não quer dizer que se você fizer uma peca vá sair identico ao trabalho autora. Gostaria sim que vc fizesse um poste sobre fotos ajudaria muito para expor nossos trabalhos. Obrigado muito proveitosa suas dicas. Bjos.

  6. Muito Boom!!!
    Quem está chegando no Amigurumi agora, e pretende fazer dessa Arte um trabalho, precisa entender isso. Dar crédito ao artesão é respeitá-lo. Evitar constrangimentos. Acho que devemos nos empenhar, estudar muito e criar nosso padrão. Não é fácil(rsrsrs) mais com foco e dedicação diária se alcança!

    1. Verdade Marcela. Eu sempre falo que no começo é difícil mesmo!
      Mas construindo uma base sólida, fazendo um trabalho bem feito, tem tudo pra dá certo.
      Sucesso pra vc querida!!!